NOTÍCIAS / Monumento Berranteiro é inaugurado em Barretos

21/02/2020

O Monumento Berranteiro, edificado em na Praça Nove de Julho, em frente ao Recinto Paulo de Lima Correia, na região central, foi inaugurado em Barretos nesta sexta-feira (21). Assinada pelo artista Markus Moisés Rocha Moura, de Diamantina (MG),a obra retrata a figura de uma mula e sob ela um peão berranteiro. Sua concepção foi decidida pelo Conselho Municipal de Turismo.
“Agradeço muito a Barretos pela oportunidade deste trabalho e a todos que contribuíram para a execução, desde as informações iniciais e cada detalhe. Estou muito feliz. É mais um grande marco para a Cidade, um valioso atrativo”, disse Markus.
A historiadora Elisete Greve Tedesco, disse que o Monumento é o retrato do peão tropeiro, que em sua lida na época usava burros e mulas, animais mais resistentes. “Para que fosse edificada foi feito um profundo estudo, de cada detalhe, desde as vestimentas, equipamentos e as características de uma mula”, explicou.
“Monumentos são formas de passarmos ao turista um pouco da nossa história e Ele vem em busca disso, de resgata-la. Nada melhor do ver isto numa obra assim, que será eternizada através de fotos e filmagens. A obra ficou muito linda, fantástica, rica em informações, detalhes e muito bem produzida. Um trabalho genial, que contou com a colaboração da historiadora Elisete Tedesco”, observou o secretário municipal de Turismo, Adriano Santos.
O prefeito Guilherme Ávila ressaltou que se trata de um grande atrativo turístico e lembrou que monumentos existem no País inteiro, atraindo a atenção de pessoas que visitam cada cidade, buscando a história de cada uma, como aqui, quando os turistas aportam. “Quando o projeto foi lançado, houveram algumas críticas, inclusive sobre a utilização dos recursos, que vieram especificamente para obra”, lembrou o prefeito,.
“Porém, hoje, mesmo quem criticava, vai ao monumento para o registro de fotos, como o que retrata as famílias Marques e Librina, na Praça Francisco Barreto. Ambos são de uma grande beleza. Dois belíssimos atrativos turísticos”, frisou Guilherme Ávila.
A cerimônia foi marcada pela presença de representantes da sociedade cultural, artística, secretários e munícipes. No descerramento da placas, com informações do peão tropeiro e do berrante, o berranteiro Paulinho 1001 fez cada toque para cada situação de uso.