NOTÍCIAS / Secretaria de Obras aponta problemas recorrentes não resolvidos antes das chuvas pela gestão passada

13/01/2021

“Herdamos alguns problemas graves e recorrentes, que não foram resolvidos em tempo hábil antes das chuvas pela gestão passada”. A afirmação é do secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, Engenheiro Reinaldo Garcia, que aponta entre outros, deslizamentos de terras, inundações de terra e concepções de alto risco, como regular a vazão de água através do volume de lagos.
Nas observações falou da água que vem de uma propriedade e deságua na rotatória de acesso do bairro Vida Nova. Já no trevo da Avenida 43, o secretário explica que na construção da Avenida Engenheiro Ducatti, uma parte das águas provenientes das chuvas foram direcionadas para captação na região local e os pontos de captação não têm sido suficientes.
“De antemão não podemos afirmar se houveram erros de dimensionamento de projeto ou erro na execução das obras do sistema de drenagem. Supondo que não houveram, a outra agravante é que esta região está recebendo um grande acúmulo de terra vindo junto com as águas de chuvas, proveniente de erosões de taludes de uma das margens da referida Avenida, que estão muito íngremes e propícios para deslizamentos em épocas chuvosas. Esta terra acumulada pode causar a obstrução e consequentemente o entupimento do sistema de drenagem”, relatou ainda.
O Secretário afirmou que conversou com o Setor de Engenharia da Concessionária TEBE e que a mesma avisou, verbalmente, a gestão passada sobre este direcionamento das águas da Avenida para este ponto e que não estavam de acordo, mas informaram não ter tido retorno de como o assunto seria resolvido e que vão encaminhar um ofício a Prefeitura.
“Mais uma agravante, mas este já é recente, é que uma grande quantidade de terra vindo de empresa que está executando a terraplenagem de obra que fica próximo ao trevo, que afirmou que tomará providências. Porém, vamos notifica-los. Vamos também analisar os projetos e a execução do sistema de drenagem da região como um todo. Ao mesmo tempo solicitamos ao SAAE limpeza de galerias e pedimos a interdição do trânsito nos períodos de fortes chuvas”, frisou
Reinaldo falou ainda de situação na Avenida Fraternidade Paulista e também de parte da Avenida Rio Dalva que tem acúmulo do volume de água muito intenso na região e a captação existente não tem sido capaz de escoar antes do alagamento. Também fez apontamentos no Jardim Europa com problemas recorrentes e precisa de muita atenção nesta época chuvosa.
Sobre uma das rotatórias de acesso ao bairro Vida Nova Barretos, explicou que já no local há uma rua ainda sem pavimentação, que traz uma grande quantidade de água de áreas mais altas, inclusive zona rural.  “Enquanto não for feita a pavimentação e resolvido o sistema de drenagem conviveremos com o problema. Claro que tomaremos ações imediatas para evitar novamente o transtorno do final de semana passado. Estamos fazendo várias cacimbas (bacias de contenção) na lateral mais baixa da rua, fazendo com que a velocidade da água diminua. Esta é uma solução paliativa, o que precisa é resolver a situação da avenida e todo seu sistema de drenagem, que deveria ter sido feito pela administração anterior e pela empresa que fez o loteamento”, apontou.
A Prefeita Paula Lemos falou que confia no trabalho ágil e na transparência da Secretaria de Obras em solucionar problemas, com toda atenção para atender as necessidades das pessoas. “São muitos problemas herdados da gestão anterior, mas estamos trabalhando desde o primeiro dia de nossa gestão, enfrentando contratempos, mas buscando o bem-estar das pessoas”, enfatizou.